quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

LEONA - ajuda e adoção

Amigos,

No dia 20/11 a querida Leona entrou na nossa vida. Ainda não sabíamos, mas era Deus nos dando a oportunidade de salvar e resgatar a dignidade de mais uma de suas criaturas e, ainda, aprender muito sobre superação e vontade de viver!
Alguns já a conhecem, mas ainda assim, vale relembrar a história da Leona e atualizá-los sobre os últimos acontecimentos.
A Leona tinha "donos". Em uma de nossas visitas à Vila Areia sua dona nos pediu ajuda, pois a Leona estava com uma coleira "dentro dela". Ela nos contou que quando Leona era uma filhotinha, eles colocaram uma coleira nela e esqueceram de tirar. Inacreditável, não é mesmo?
A coleirinha havia perfurado o pescoço de Leona, que acabou inflamando. A Leona, nesse dia, contava com 4 meses de idade e estava amarrada em aproximadamente um metro de corrente, escondendo-se do sol embaixo de sua casinha. No pátio, muitas tábuas, restos de construção, sujeira por todo o lado e um resto de comida estragada num potinho (alimentação da Leona).
Lembro-me bem de seus olhinhos esperançosos quando me viu. Já no primeiro momento consegui traduzir em seu olhar seu completo cansaço daquela situação miserável e dolorosa.
A Leona foi resgatada e após a consulta veterinária ficou três dias na casa de uma protetora, mas infelizmente, ela não deixava que ninguém mexesse no seu machucado e era necessário fazer curativos pelo menos duas vezes por dia.
Assim, fomos obrigadas a internar a Leona na Clínica Zoomed no dia 23/11, para que as vets pudessem fazer os curativos e medicações necessárias para sua recuperação.
Estranhamente, a partir do dia 24/11 a Leona passou a apresentar alguns sintomas sem explicação: seu pescoço começou a ficar enrijecido, suas orelhas eretas, ela passou a perder os movimentos das patas, não conseguia mais abrir totalmente a boca, tinha dificuldade em se alimentar e beber água, babava muito, etc. Era algo muito triste de se ver, pois até então achávamos que ela estava "apenas" machucada no pescoço e estavámos contando os dias para tirá-la da clínica.
As vets perceberam que algo estava atingindo seu sistema neurológico e o problema era que não sabíamos nem por onde iniciar a investigação.
Assim, consultamos o Dr. Lucas, neurologista, que após examiná-la e fazer diversos exames, não constatou nenhum quadro infeccioso que pudesse explicar os sintomas mencionados, mas após alguns estudos, ele concluiu que ela poderia estar com TÉTANO, uma doença rara em cães, mas muito possível considerando o quadro da Leona, pois que ela tinha um corte profundo e estava em ambiente muito sujo, provavelmente contaminado com a bactéria do tétano. O tétano explicaria todos os sintomas e era necessário correr contra o tempo para tentar salvá-la! O tratamento contra o tétano dura 15 dias e esses dias precisariam necessariamente combater todas as células infectadas com a doença, pois qualquer sequela poderia ser irreversível.
Após uma semana de tratamento, a equipe da Clínica Zoomed sugeriu que, além da medicação do tétano, iniciássemos tratamento com acupuntura, na esperança de que, aos poucos, a Leona recuperasse seus movimentos, já que até então ela vinha piorando dia a dia e, para sermos sinceras, muitas vezes imaginamos que ela não sobreviveria a tudo isso.
Felizmente a Leona recuperou plenamente seus movimentos e recuperou-se também do tétano, mas, permanecia internada na clínica.
No dia 26/12, a vet. Natália (Zoomed) nos ligou informando que a Leona havia começado a tossir, mas que em princípio não era nada demais, pois a tosse era seca, sem secreção, o que não sugeria qualquer doença mais séria. De qualquer forma, solicitamos que a vet. fizesse o chamado "teste rápido de cinomose", torcendo muito para que o teste apresentasse resultado negativo, pois não podíamos imaginar que depois de tudo isso algo pior pudesse acontecer.
No dia 27/12 tivemos a triste confirmação, Leona estava com cinomose, mas certamente muito no início da doença, pois seu único sintoma era a tosse. Leona não tinha secreção alguma, tinha ótimo apetite e estava com seus sistemas digestivo e neurológico funcionando perfeitamente até então. Era o momento de iniciar o tratamento e, maus uma vez, correr contra o tempo para combater essa maldita doença.
A partir desse dia, Leona foi para o isolamento, onde deveria ficar 15 dias utilizando antibióticos e antiinflamatórios fortíssimos, além de vitaminas e soro globulin.
Graças a Deus a doença não avançou. Com o passar dos dias a tosse foi sumindo e o tratamento de 15 dias terminou. Incrivelmente, a Leona mais uma vez recuperou-se plenamente, superando seus limites e aumentando nossas esperanças de que algo muito bom está à sua espera.
Na última sexta-feira a Leona deu o primeiro passo para sua alta, ela foi vacinada com a primeira dose da vacina polivalente e, passados 4 dias da aplicação, continua MUITO BEM, como podem ver nas fotos.
Ela brinca, come, não tem nenhuma sequela... está curada!
Agora, finalmente, tivemos o "ok" das vets para iniciar sua divulgação para adoção. Sim, essa cadela linda, fofa, querida e carente demais está disponível para adoção e a única coisa que podemos dizer é que quem tiver a sorte de levá-la para sua vida ganhará a melhor amiga de todas, pois Leona tornou-se amiga e querida por todos na clínica, ela é atenciosa, olha nos nossos olhos, gosta de brincar e ao mesmo tempo é uma cadela muito tranquila.
A Leona agora está com 6 meses de idade. Ela já fez a primeira dose da vacina como dissemos e tem garantida com baixo custo as outras duas doses e a castração, caso seja adotada antes da realização desses procedimentos.
Ela terá porte médio (agora pesa mais ou menos 10 kg), mas as vets acham que ela não crescerá muito mais que isso.
A Leona tem pelos longos e lindos olhos cor de mel, ela é realmente uma cadela muito bonita.
Importante informar que até o dia 7/03 (21 dias após a 3ª dose da vacina polivalente), a Leona não poderá ter contato com animais não vacinados, pois eles podem ter alguma doença incubada e transmitir a ela, que ainda está com sua imunidade frágil em relação a outros cães.
Perdoem-nos o texto enorme, mas é muito difícil resumir em poucas palavras tudo o que a Leona passou e o que passamos com ela.
Esperamos, do fundo do coração, encontrar alguém que mereça ganhar essa melhor amiga de infância e queremos contar com vocês para isso! Vamos divulgá-la muito!
Abaixo segue a prestação de contas desse caso.
Saliento que ainda não recebemos da clínica os valores do tratamento da Leona, mas podemos adiantar algumas despesas.
Se alguém ainda puder ajudar financeiramente a Leona, nós agradecemos imensamente. Conforme verão abaixo, as ajudas recebidas até o momento cobre parte das despesas que já temos conhecimento, mas ainda há muitos valores não repassados pela clínica que estão em aberto.
Abaixo seguem as contas para depósitos.

Consulta Zoomed – R$ 40,00
Consulta Neuro – R$ 150,00
Exame LÍQUOR – R$ 250,00
Hospedagem (60 dias) – R$ 900,00
Táxis - R$ 45,00
Sessões de acupuntura - R$ 40,00 cada (ainda não sabemos quantas foram feitas, mas pelo menos 5)
Medicações - ?
Vacina - ?
Banhos - ?
Tosa - ?

Ajudas recebidas até 15/01

R$ 30,00 – Solange de Faria
R$ 100,00 – Ana Elizabeth
R$ 60,00 – Rochele Pahs
R$ 75,00 – Diogo Nunes
R$ 40,00 – Bruna Borges
R$ 10,00 – Fabiane
R$ 70,00 – Nanda Kurtz
R$ 60,00 – Mariana
R$ 150,00 – Rose
R$ 50,00 - Luiz
R$ 50,00 - Barbara
R$ 50,00 - Bruna Ribeiro
R$ 100,00 - Ana Carolina Azevedo
R$ 100,00 - Lilian Minotti
R$ 150,00- Mariana Gil
R$ 70,00 - Heloisa Mendes
R$ 75,00 - Sarau Culturau
R$ 50,00 - Caroline Porciuncula

Total: R$ 1.290,00

Contas para depósito:

BANRISUL
Agência 0060
C/C 3507430305
Daniela Pedroso
CPF: 02744377082

BRADESCO
Agência 0268
C/C 0537873-7
Elisete M. R. Brettin
CPF: 60906200091


Leona em 22/11

Leona em 27/11

Leona em 11/01

Leona em 11/01

Leona em 11/01


Nenhum comentário:

Postar um comentário